INSIDE NEWS > Laboratório do Maníaco - RW Cycling (STANDARD)
Laboratório do Maníaco - RW Cycling (STANDARD)
Por: antonio_bsb em 01/05/20 12:23 | 0 comentários e 672 visitas Acompanhar blog

Olá, pessoal!

 

Já pensaram em jogar Standard sem raras ou míticas no maindeck? Já pensaram em chegar na loja e, mesmo sem ter um baralho pra jogar, poder abrir uns boosters da edição nova, comprar umas singles e fazer um deck que consegue jogar de igual pra igual com vários outros do formato? Então acho que o artigo de hoje vai agradar muito!

 

Embora meus artigos não foquem especificamente em decks “budget” (ou seja, decks de custo baixo mas competitivos o suficiente para quem gosta de jogar em torneios), não podia deixar de trazer esse baralho pra vocês, especialmente por usar tantas cartas da nova edição.

 

Ikoria, por enquanto, só está disponível digitalmente (Magic Arena ou Magic Online), mas já é possível encomendar e reservar produtos (até mesmo singles!). Inclusive, se você adquirir por exemplo o “playset de comuns e incomuns” de Ikoria (https://insidegamestore.com/?view=ecom/item&prod=164360), poderá montar o deck a seguir INTEIRO!

 

Chega de suspense, vamos ao deck!

 

 

Ok, parece uma baita doideira, não é mesmo? Mas na prática funciona (juro!), e bem.

 

O deck é baseado na mecânica “Reciclar”, que consiste em pagar um custo para descartar a carta da sua mão e comprar uma nova. Vamos ver a seguir como essa mecânica permite um deck inteiro funcionar em volta dela. Ao final do artigo, trarei também algumas ideias/sugestões para melhorar ou desenvolver o deck (inclusive investindo mais $$$ no deck, caso você deseje).

 

**Criaturas**

Todas as 16 criaturas do deck se aproveitam da mecânica Reciclar, então você sempre tem grande chance de achar algo na mão inicial que te traga vantagens por “ciclar” suas cartas.

Raposa Florescente é sua melhor jogada de turno 1, pois fica monstruosamente grande em poucos turnos. Ela ataca como uma 6/6 no turno 3 consistentemente!

Ferroadora de Drannith é outra importante peça para vencer o jogo. Ela basicamente transforma quase 2/3 do deck em dano direto ao nosso oponente, podendo ser letal em poucos turnos assim como a Raposa.

Socorrista Valente é uma opção interessante que enche sua mesa turno após turno - lembre-se que ele funciona 1x no seu turno e 1x no do oponente! Então programe seus “cyclings” para não fazer todos de uma vez.

Por fim, Curandeiro de Drannith é o menos “forte”, mas pode gerar um ganho de vida suficiente pra segurar seu jogo, especialmente vs decks mais agressivos que você.

 

**Mágicas**

Erupção do Zênite!!! Essa é a carta mais importante do seu deck, e você deve tomar todo cuidado para não usá-la levianamente. O deck tem trinta e oito (!) cartas com Reciclar, quase todas por 1 mana, então você enche seu cemitério de cartas com Reciclar muito rápido. Zênites de 15 ou mais de dano são comuns, e numa situação de “aperto” o Zênite também pode ganhar vida pra segurar você num jogo que parece perdido.

As demais mágicas do deck só estão aqui por terem Reciclar 1, embora Dar o Sangue seja ocasionalmente usada para remover algo problemático do oponente. Cratera da Pegada pode ser interessante contra decks mais lentos, já que permite suas criaturas “irem pra cima” no turno que entram no Campo. Fora essas duas, as demais mágicas são pretas ou azuis, ou seja, você não consegue sequer conjura-las, apenas Recicla-las (por isso, na dúvida, Recicle sempre essas azuis ou pretas primeiro, pois as vermelhas podem ocasionalmente ter algum uso).

 

**Base de Mana**

Simples e eficiente, não queremos terrenos que entram virados, por isso nada de templos/gainlands/triomas/portões. 18 terrenos parece bem pouco, mas você compra tantas cartas por turno que raramente você perde seus “land drops”. Apenas tenha o cuidado de ter 1 ou 2 na mão inicial para começar!

 

**Sideboard**

Lanterna Guia-Almas é nossa forma de interagir com o Cemitério do oponente sem prejudicar o nosso (já que precisamos de cartas lá para o Zênite).

Varrer com as Chamas ajuda muito contra decks que lotam a mesa e são mais rápidos que você, como por exemplo o Monored. Aproveite-se bem do fato dela ser instantânea para usar no momento mais devastador possível!

Fogo Dracônico Escaldante ajuda contra criaturas maiores E planeswalkers, especialmente Narset, Rasgadora de Véus.

Luz da Esperança e Velas Despedaçadas são cartas flexíveis mas que principalmente lidam com encantamentos ou artefatos, conforme sua necessidade. Normalmente você vai usar para impedir o que seu oponente sideou contra o seu cemitério.

 

**Companion**

Aqui é onde entra a possível ÚNICA rara no deck, embora não seja de forma alguma obrigatória para que o deck funcione. A natureza da mecânica simplesmente permite que joguemos sempre com uma carta extra na mão, já que em nada altera nosso deck. Se não quiser jogar com um Companion, basta acrescentar uma cópia a mais de outra carta no side (recomendo mais uma Luz da Esperança nesse caso).

Existem duas opções possíveis, dependendo do seu investimento (ou da sua sorte em abrir boosters!): Lurrus ou Zirda.

Lurrus traz mais valor ao plano “longo-prazo” do deck, ou seja, quando as coisas não seguem bem nos primeiros turnos. Ele é bem útil por combinar vínculo com a vida + trazer algo do cemitério - e como você cicla suas cartas, seu cemitério está frequentemente cheio.

Zirda é boa quando você tem um estilo mais agressivo com o deck, quase sempre junto de uma Raposa Florescente no turno 1. A habilidade da Zirda de reduzir custo afeta apenas uma carta no deck, o Socorrista Valente (cujo Reciclar passa a custar 1 com a Zirda na mesa). Zirda também é uma boa opção “budget” comparada ao Lurrus

 

**Plano de Jogo**

Nos primeiros turnos, você tenta manter uma criatura na mesa para que sua “Reciclagem” forneça efeitos-bônus além da compra de carta. Tente ser agressivo, pois cada ponto de vida reduzido de seu oponente são cartas a menos que você precisa Reciclar para seu Zênite ser letal (e não é um problema suas criaturas morrerem, já que indo pro cemitério aumentam o Zênite). Quando chegar em quatro terrenos, seu oponente precisará respeitar o Zênite todo turno, então recicle bastante até atingir o “número” necessário para sempre ameaçar dano letal.

Pós-side você deve evitar trocar cartas demais, para manter um número alto de “cyclers” no deck. Eu frequentemente tiro algumas cópias do Socorrista, já que é a única carta de Reciclar 2, para colocar o que for necessário do sideboard, mas de modo geral não quero colocar mais que cinco ou seis cartas (nunca retire terrenos ou zênites, por favor).

 

**Sugestões/Mudanças**

A maior parte das mudanças possíveis envolvem adicionar uma cor à mais na base de mana - no caso, o azul. Ou seja, de pronto já sabemos que a mudança envolve um investimento em “shocklands” (os terrenos raros de Ravnica).

Com o azul, o deck ganha uma carta muito interessante na Aliança Impensável, que semelhante ao Socorrista Valente produzirá 1 token todo turno. Contudo, ao contrário do Socorrista que é um frágil 3/1, a Aliança é um encantamento, o que requer respostas mais específicas do oponente. Sem contar, claro, que os tokens da Aliança são voadores, sendo de enorme valia para o plano agressivo do deck.

O azul também ajuda no sideboard, com cartas de anula para ajudar em jogos vs decks control ou “flash”, que costumam usar muitas contramágicas.

Voltando às cores naturais do deck (vermelho e branco), uma possibilidade a se pensar é o Yidaro, Monstro Errante como mais um “plano B”. Caso você não queira adicionar a base de mana azul no deck, o Yidaro dá uma opção interessante contra os decks de anula, pois seu efeito de entrar na mesa não pode ser anulado por contramágicas normais (embora ainda sofra com remoção de cemitério).

Outra mudança no sideboard caso o seu metagame tenha muitos decks de criaturas grandes ou planinautas “pesados”, cogite trocar algumas cópias do Fogo Dracônico por outra carta nova de Ikoria: Blitz do Raptor Tonante. Como você enche seu cemitério de mágicas, a Blitz consegue dar conta de alguns alvos que o Fogo Dracônico não consegue sozinho.

Outra mudança possível é trocar o Varrer com Chamas pelo Clarim Ensurdecedor, que causa 1 de dano a mais embora seja feitiço e não instantânea. Se você enfrenta muitos decks rápidos como monored ou monowhite, essa alteração deve dar mais jogo para você.

Por fim, como já mencionado na seção “Companion”, Lurrus é uma excelente adição ao deck, pois ajuda justamente nos matches mais difíceis. Se você cogita jogar com o deck em ambientes muito competitivos, recomendo fortemente usar o Gato Pesadelo como seu Companion.

 

É isto, pessoal, espero que tenham gostado!

Deem sugestões/feedbacks/críticas/elogios, tanto aqui como no facebook, para que saibamos os conteúdos que vocês mais gostam nos artigos!

Até a próxima!

 

Leia também (Ver mais..)
Inside Esports Series 2020 - Mudanças | Cambios 0 comentários / 931 visitas
Inside Esports Series 2020 - Points 0 comentários / 746 visitas
Inside Esports Series 2020 - Espanhol 0 comentários / 630 visitas
Inside Esports Series 2020 - Português 0 comentários / 1,091 visitas
Inside Esports Series 2020 - English 0 comentários / 1,610 visitas

Comentários 0-0 de 0
Sem comentários.